A autoestima como ingrediente do sucesso

26/03/2010

Você se considera uma pessoa de sucesso? Quer você tenha respondido afirmativa ou negativamente, pare um pouco e reflita: quais os indicadores que você utiliza para definir sucesso?

Na nossa sociedade contemporânea, costumamos medir o sucesso pelo tanto de dinheiro que conseguimos ganhar. É claro que o dinheiro pode ser um indicador de sucesso, mas ele certamente não é o único e nem sempre é o melhor.

O que é o dinheiro? Um recurso inventado para facilitar as trocas entre as pessoas. Admito preferir receber meus atendimentos em dinheiro e não em galinhas, ovos, couve ou coisas semelhantes. Mas o dinheiro em si não tem um valor, é apenas um meio de troca. Ele facilita as trocas, mas não é o que trocamos de verdade.

Então o que trocamos? Deveríamos trocar o que temos de melhor. Portanto, preciso me conscientizar das minhas habilidades. Todas e todos temos habilidades. E nossas melhores habilidades são aquelas que gostamos de realizar. Aquelas que nos deixam felizes, querendo fazer mais e melhor. O sucesso vem, quando oferecemos nossas melhores habilidades para nossos semelhantes.

O que verdadeiramente trocamos é o nosso trabalho, nossas habilidades, nossa sabedoria. Não um conhecimento teórico, mas um saber inerente a todas as pessoas, expresso nas habilidades que possuímos. E todas as pessoas possuem habilidades. É preciso identificá-las.

Um dos ingredientes mais importantes para o sucesso é a auto-estima, isto é, ter confiança nas habilidades que possuímos. Existem pessoas muito habilidosas, mas que não confiam suficientemente em si mesmas, para transformá-las em realização. Não confiando em si mesmas, não confiam no mundo. Inseguras diante das situações, não conseguem aplicar suas habilidades.

A auto-estima vai determinar a capacidade para aprender, desenvolver e realizar um trabalho. Quando tenho auto-estima, sei que posso aprender. Quando sei que posso aprender, o não saber deixa de ser um fator de desqualificação e rebaixamento da auto-estima, mas um estímulo para o aprimoramento. E o aprimoramento vai incrementar minhas habilidades. Ao empregar bem minhas habilidades, obtenho sucesso no que realizo e aumento minha auto-estima.

Quer se trate de saúde, de finanças, de situação familiar ou profissional, precisamos estar de bem conosco e com a vida, para melhor aplicar nossas habilidades, para tentar coisas novas e lidar com as mudanças e os desafios. A auto-estima nos provê de coragem e firmeza para usar nossas habilidades e trabalhar com determinação, para criar e aproveitar as oportunidades da vida.

O sucesso não é um fim em si mesmo, ele é o melhor indicador de que estamos de bem com a vida. Ele nos diz que colocamos no mundo tanta energia quanto tiramos dela, pois toda realização resulta de um esforço positivo, que se auto-recompensa, eleva a auto-estima e fornece o combustível para a próxima realização. O sucesso funciona como um estímulo auto-reforçador, que leva à produtividade. Ele nos indica que estamos utilizando bem nossas habilidades e nosso poder.

E quando estamos realizando o melhor de nossas habilidades, qualquer coisa que fizermos resulta em ganho para todos. Portanto, o melhor indicador de sucesso é o benefício que uma atividade traz para a coletividade.

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.